24 de jun de 2011

Fazendo a Diferença

As vezes olhamos para a realidade e não conseguimos saber o que fazer, em como ajudar, ou a maneira que devemos reagir... Bem, pode crer que eu não sou nem um pouco diferente disso. Me sinto pequeno de mais perante meus desafios, sem qualidades ou dons suficientes para vencer tudo que esta ao meu redor, simplismente pecador de mais para ser diferente. O problema (ou solução) é que eu sei que isto é verdade! Sei que apenas Deus pode fazer a diferença, que apenas trabalhando junto com ele eu vou ter capacidade de ir alem, de superar as espectativas, simplismente sair do padrão. E é isto que eu quero fazer, levar Deus as pessoas por ações e não por palavras, fazer-las sorrir quando perceberem que a vida não é como elas pensavam ser, de enfim me considerar um CRISTÃO de verdade.

5 de jun de 2011

Rebirthing



As horas passavam naquele gelado fim de tarde, e ele não chegava a nenhuma conclusão. As perguntas eram as mesmas de todos os dias, porém as respostas pareciam que nunca chegariam...
O que deveria fazer? Deveria continuar orando? Continuar esperando explicações que nunca vinham? Devia continuar acreditando em alguém, que há muito tempo nem mais respondia?
A noite se aproximava, e ele achou abrigo para passar mais uma noite, mais uma noite amarga...
No ápice de sua frustração ele zombou e ironizou de Deus, passou dos limites, mas não conseguia se importar com isso... Ele iria até o fim.
Ele continuou desabafando para o nada até que coisas estranhas começaram a acontecer. A temperatura do ambiente mudou, a atmosfera ficou tensa e ele percebeu que não estava mais sozinho, se sentia amedrontado, mas ao mesmo tempo maravilhado. Isso não era suficiente para ele e com as forças que conseguiu reunir ele gritou: “Eu ainda quero um sinal!”. Nesse momento os seus joelhos perderam as força, seu coração parecia estar sendo esmagado, e ele começou a chorar. Algo muito mais forte de tudo que ele já havia sentindo o oprimia, de forma que ele só podia pensar em se ajoelhar e orar. Tudo o que lhe afligia já não tinha mais valor, suas dúvidas e preocupações perderam sentindo, e ele só queria matar a saudade que tinha de Deus, de enfim poder renascer em Deus.

Então Jó respondeu ao Senhor:
“Sei que podes fazer todas as coisas, nenhum dos teus planos pode ser frustrado. Tu perguntaste: ‘Quem é esse que obscurece o meu conselho sem conhecimento?’ Certo é que falei de coisas que não entendia, coisas tão maravilhosas que não poderia saber. Tu disseste: ‘Agora escute, e eu falarei; vou fazer-lhe perguntas e você me responderá’. Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram. Por isso menosprezo a mim mesmo e me arrependo no pó e na cinza.
(Jó 42 1 - 6)